Previsões do Euro (EUR) para 2021 por especialistas bancários

Em 2021, a maioria dos bancos prevê que o euro se valorizará em relação ao dólar americano na segunda metade do ano. No entanto, uma segunda onda severa de infecções por coronavírus e a incerteza sobre o impacto político e econômico podem fazer com que as previsões do Euro mudem em 2021 e além.

Os especialistas financeiros e bancários também preveem que a saída da Grã-Bretanha da zona do euro (Brexit) será finalizada definitivamente, o que poderia apoiar o euro e a libra. Veja também a previsão do dólar para 2021.

Previsões do Euro (EUR) para 2021 por especialistas bancários

Como a pandemia de coronavírus afeta as taxas de câmbio?

A incerteza da pandemia do coronavírus aumenta a volatilidade nos mercados de câmbio, incluindo EUR e GBP.

Geralmente, moedas portos-seguros como o USD, CHF e JPY sobem. No entanto, moedas de commodities como as taxas de câmbio AUD, NZD, CAD e ZAR tendem a cair. Os bancos preveem que o dólar americano permanecerá relativamente fraco em comparação com o euro, especialmente no primeiro semestre de 2021.

Verifique a taxa de câmbio atual do euro hoje.

Previsão do Euro para USD em 2020

A maioria das previsões bancárias mostraram que o euro esteve mais fraco do que o esperado em 2020.

Os bancos freqüentemente tiveram que ajustar os pares de moedas do euro (EUR contra outras taxas de câmbio) para refletir uma tendência de queda do EUR.

O Euro ficará mais forte após 2021?

Talvez, se a pandemia de coronavírus for controlada efetivamente daqui para frente.

Vamos examinar os 5 motivos mais prováveis ​​para o euro permanecer fraco nos níveis atuais de previsão:

  • A pandemia de coronavírus piora nos países da zona do euro e os sistemas de saúde pública são incapazes de lidar com o número de pessoas com sérios problemas de saúde causados ​​pelo vírus.
  • A economia dos EUA se recupera, os riscos políticos dos EUA diminuem e o Federal Reserve (banco central) aumenta as taxas de juros, apoiando o dólar.
  • Desaceleração das economias da União Europeia lideradas pela economia alemã. O crescimento global mais fraco equivale a uma queda do euro.
  • Saída da Grã-Bretanha da UE (Brexit), incerteza em curso leva a uma taxa de euro mais fraca em relação a outras moedas (além da libra esterlina).
  • O crescimento econômico da China desacelera, reduzindo o comércio com a China e diminuindo a demanda por importações europeias.

Como um euro mais fraco nos afeta?

Um euro mais fraco não é ótimo para os cidadãos dos 19 países da zona do euro, especialmente se eles querem se mudar ou viajar para o exterior (se puderem) ou que já estejam morando em outro país.

Felizmente, você poderá transferir dinheiro para o exterior a taxas melhores no segundo semestre de 2021, se as previsões bancárias forem precisas.

Expatriados e pensionistas

Se você é um expatriado ou aposentado que sustenta seu estilo de vida no exterior usando uma conta bancária em euros, poderá ter maior poder de compra no final do ano.

Isso significa que você pode comprar mais libras esterlinas enquanto estiver no Reino Unido ou dólares australianos se estiver na Austrália, por exemplo.

Viajantes e turistas

Se você está planejando viajar para o exterior e for um cidadão europeu, um Euro mais forte certamente o ajudará, principalmente se você escolher um destino com uma moeda mais fraca.

No entanto, para turistas e viajantes de outros países como os brasileiros, viajar agora não é uma possibilidade, com a atual pandemia de coronavírus colocando muitos países em confinamento.

Felizmente, em 2021, as viagens estão podendo ser possíveis entre países com uma bolha de viagens acordada, fique atento no valor do euro para comprar na hora certa.

Quais as principais influências nas futuras taxas de câmbio do euro?

1. Economia da zona do euro

O crescimento nos 19 países da zona do euro foi fraco em 2020.

A incerteza sobre a pandemia do coronavírus em termos de gravidade pressionou o euro e o euro contra a maioria dos cruzamentos. Uma segunda onda do coronavírus nos países da zona do euro também resultou em previsões de crescimento insatisfatórias, o que pode impactar negativamente o euro em 2021.

2. Política da UE

Muitos ainda não têm certeza se a integração das economias de 19 países em um pacote (a zona do euro), incluindo uma moeda comum (euro), funcionará.

Se um país tem problemas políticos, isso pode criar incerteza para toda a zona do euro. Maior incerteza política significa que os investidores venderão o euro, porque há uma maior chance de enfraquecimento.

3. Outras moedas

O dólar americano (USD) tem uma influência significativa sobre o euro. Geralmente, quando o dólar fica mais forte, o euro fica relativamente mais fraco e vice-versa.

Nesse segundo semestre, o valor do dólar provavelmente vai permanecer fraco, e o euro provavelmente permanecerá com suporte positivo.