Previsões para o dólar como moeda de reserva mundial

Qual a previsão para o dólar como moeda de reserva nos próximos anos? É sabido que os governos mantêm reservas em moeda estrangeira para ajudar a lidar com questões como a depreciação de sua moeda.

No momento, a maior reserva de moeda estrangeira do mundo é o dólar americano; cerca de 64% das reservas mundiais de moeda estrangeira são atualmente denominadas em dólares. Isso ocorre porque, historicamente, a economia dos Estados Unidos tem sido a economia mais segura e poderosa.

No entanto, com o declínio contínuo do dólar, muitos países temem que o dólar não seja mais a melhor moeda para se usar e cada vez mais os países estão mudando para outras moedas, um exemplo é o euro hoje.

Previsões para o dólar como moeda de reserva mundial

Dolar ou Euro como moeda de reserva?

Uma questão separada, mas relacionada, é que a maioria das commodities, por exemplo, os preços do petróleo, o preço do ouro também são cotadas em dólares.

Os preços do petróleo são denominados em dólares porque, atualmente, o dólar é a moeda mais comum utilizado mundialmente.

Se o dólar fosse substituído pelo euro como reserva monetária mundial; é mais do que provável que veríamos commodities cotadas em euros.

Na verdade, alguns países já estão começando a usar o euro em vez do dólar, pensando dessa forma, o ideal é investir de euro e não deixar de comprar dólares, a não ser que o seu valor fique muito baixo e a tendência seja que não ira subir.

O euro substituirá o dólar como moeda de reserva mundial?

  • Desde 1999, a participação do dólar nas reservas mundiais de moeda caiu de 70,9% para 64%.
  • No mesmo período, o Euro passou de 17,9% para 25,8%.
  • A terceira maior moeda de reserva é a libra esterlina 4%.
  • A quarta maior moeda de reserva é o iene japonês, 2,8%).

Por que o euro pode substituir o dólar como moeda de reserva?

  • O dólar esteve muito fraco nos últimos 10 anos. Em relação ao euro, o dólar caiu mais de 30% desde 2001. O dólar também caiu em relação ao iene e a outras moedas. Isso significa que os países com reservas em dólares estão vendo um declínio em seu valor. Por exemplo, a China tem mais de $ 1.400 bilhões de reservas em dólares. Uma desvalorização de 20% representa uma perda significativa para eles. Portanto, o passo racional é diversificar a partir do dólar.
  • Países abandonando o Dollar Peg. Muitos países do Oriente Médio, como Arábia Saudita, Kuwait e Síria, costumavam manter uma indexação ao dólar. No entanto, há sinais de que eles não querem mais se manter atrelados à desvalorização do dólar. O Kuwait e a Síria abandonaram sua âncora e a Arábia Saudita recentemente decidiu não seguir os EUA no corte das taxas de juros.
  • A fraqueza do dólar pode continuar. A economia dos EUA continua desacelerando, uma vez que continua sendo duramente atingida pela crise imobiliária. As taxas de juros dos EUA caíram e podem continuar caindo mais do que na zona do euro. Como as taxas de juros nos EUA estão baixas, torna-se menos atraente comprar dólares americanos, portanto a desvalorização continuará.
  • Déficit comercial dos EUA (déficit em conta corrente de 5%). Nos últimos anos, os EUA acumularam um grande déficit em conta corrente. Isso causou uma saída de moeda e é um fator para manter a fraqueza do dólar. (embora a desvalorização recente tenha ajudado a reduzir o déficit de mais de 6% para 4,7%)
  • O Euro é uma alternativa real. A economia do Euro agora é tão grande quanto a dos EUA. O euro também pode ser visto como mais politicamente desejável. Os países europeus mostraram-se menos dispostos a se envolver no Iraque e muitos acusam os EUA de uma “invasão imperial” com muitas bases estrangeiras e interferência ao redor do mundo. A União Europeia, por outro lado, oferece maior diversidade e é politicamente mais atraente, especialmente para os países do Oriente Médio.
  • Melhor desempenho da inflação da Zona do Euro para os EUA. Houve um contraste marcante em resposta à recente crise de crédito. Os EUA cortaram as taxas para 2,25%, o BCE quase não cortou as taxas. As taxas mais baixas e a desvalorização do dólar tornam a inflação futura nos EUA mais provável, o que só tornará os EUA menos atraentes.

Mudar a moeda de reserva mundial é algo que não acontece com muita frequência. Os Estados Unidos realmente desfrutam de uma hegemonia desde o fim da Primeira Guerra Mundial.

Leia: Quais os 9 fatores que influenciam a taxa de câmbio.

No entanto, isso não é motivo para sugerir que a influência do dólar continuará.

Mais cedo ou mais tarde, os fundamentos econômicos provavelmente farão com que as pessoas abandonem o dólar e se voltem para alternativas.

Dollar Peg: É uma atrelagem ao dólar ocorre quando um país mantém o valor de sua moeda em uma taxa de câmbio fixa em relação ao dólar americano. O banco central do país controla o valor de sua moeda para que ela suba e desça junto com o dólar. O valor do dólar flutua porque está em uma taxa de câmbio flutuante. Pelo menos 66 países atrelam sua moeda ao dólar ou usam o dólar como moeda corrente. O dólar é muito popular porque é a moeda de reserva mundial. Os líderes mundiais deram-lhe esse status no Acordo de Bretton Woods de 1944.

O vice-campeão é o euro. Vinte e cinco países vinculam suas moedas a ele. Os 19 membros da zona do euro usam-no como moeda atualmente.